sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

É! Eu acho que acabou =/

Sempre acho que namoro, casamento, romance, tem começo, meio e fim. Como tudo na vida.

Detesto quando escuto aquela conversa:
- Ah, terminei o namoro...
- Nossa, estavam juntos há tanto tempo...
- Cinco anos.... que pena... acabou...
- é... não deu certo...

Claro que deu! Deu certo durante cinco anos, só que acabou. E o bom da vida, é que você pode ter vários amores.

Não acredito em pessoas que se complementam. Acredito em pessoas que se somam.
Às vezes você não consegue nem dar cem por cento de você para você mesmo, como cobrar cem por cento do outro?
E não temos essa coisa completa.

Às vezes ela é fiel, mas é devagar na cama.
Às vezes ele é carinhoso, mas não é fiel.
Às vezes ele é atencioso, mas não é trabalhador.
Às vezes ela é muito bonita, mas não é sensível.
Tudo junto, não vamos encontrar.

Perceba qual o aspecto mais importante para você e invista nele.
Pele é um bicho traiçoeiro. Quando você tem pele com alguém, pode ser o papai com mamãe mais básico que é uma delícia.

E às vezes você tem aquele sexo acrobata, mas que não te impressiona...
Acho que o beijo é importante... e se o beijo bate... se joga... se não bate... mais um Martini, por favor... e vá dar uma volta.

Se ele ou ela não te quer mais, não force a barra. O outro tem o direito de não te querer.

Não brigue, não ligue, não dê pití. Se a pessoa tá com dúvidas, problema dela, cabe a você esperar... ou não.

Existe gente que precisa da ausência para querer a presença.
O ser humano não é absoluto.

Ele titubeia, tem dúvidas e medos, mas se a pessoa REALMENTE gostar, ela volta. Nada de drama.
Que graça tem alguém do seu lado sob pressão?

O legal é alguém que está com você, só por você. E vice-versa. Não fique com alguém por pena. Ou por medo da solidão. Nascemos sós. Morremos sós.

Nosso pensamento é nosso, não é compartilhado. E quando você acorda, a primeira impressão é sempre sua, seu olhar, seu pensamento.

Tem gente que pula de um romance para o outro. Que medo é este de se ver só, na sua própria companhia?

Gostar dói. Muitas vezes você vai sentir raiva, ciúmes, ódio, frustração... Faz parte. Você convive com outro ser, um outro mundo, um outro universo.

E nem sempre as coisas são como você gostaria que fosse... A pior coisa é gente que tem medo de se envolver.

Se alguém vier com este papo, corra, afinal você não é terapeuta. Se não quer se envolver, namore uma planta. É mais previsível.

Na vida e no amor, não temos garantias.
Nem toda pessoa que te convida para sair é para casar. Nem todo beijo é para romancear.
E nem todo sexo bom é para descartar... ou se apaixonar... ou se culpar...

Enfim...quem disse que ser adulto é fácil ????

[ Por// Arnaldo Jabor ]

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Preciso de tua mão!


Você já não me vê com aqueles olhos. Você já não me toca com aquelas mãos. Você já não me senti mais tão presente. Hoje eu acordei sentindo falta de algo, suas mensagens, suas ligações! Isso me faz uma falta danada. Preciso de você, eu sei disso! As vezes dói em mim assumir isso. Eu te sinto a cada árvore que passo, a cada flor que brota, a cada passarinho que nasce, a cada sentimento que floresce, a cada movimento de uma criança, a cada carro que passa, a cada gota de chuva que desce, a cada dia que amanhece mais lindo, a cada tarde que passa mais tediosa, a cada noite te esperando, a cada vitória recebida. Eu te sinto a cada passo que dou, a cada respiro que solto, a cada momento, a cada lágrima derramada. Eu te sinto dentro do meu coração. Que permaneça vivo dentro de mim! Sempre, bem vivo!
'eu gosto das pessoas pelo prazer de gostar e não porque deu tempo de gostar delas(...)'

domingo, 20 de dezembro de 2009

Bobagem!



'talvez seja de BOBAGEM mesmo que eu esteja precisando(...)

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Você não me conheçe!


Você não me conhece! Eu tenho que gritar isso, por que você ta surdo e não me ouvi! A sedução me escraviza a você ao fim de tudo você permanece comigo mais preso ao que criei e não a mim. E quanto mais falo sobre a verdadeira inteira um abismo maior nos separa. Você não tem um nome, EU TENHO. Você é um rosto na multidão e eu sou O CENTRO DAS ATENÇÕES! Mais a mentira da aparência do que eu sou e a mentira da aparência do que tu é. Por que eu não sou meu nome, e você não é NINGUEM. O jogo perigoso que eu pratico aqui ele busca chegar ao limite possível de aproximação. Através da aceitação da distância, e do reconhecimento dela. Entre eu e vocês existem noticia que nos separa. Eu quero que você me veja nua, eu me dispo da noticia. E a minha nudez parada, te denuncia e te espelha. Eu te delato, tu me relatas, eu nos acuso e confesso por nós. Assim me livro das palavras no quais você me veste.

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Tocando em frente


'ando devagar porque já tive pressa levo esse sorriso porque já chorei demais, hoje me sinto mais forte, mais feliz quem sabe só levo a certeza de que muito pouco eu sei, eu nada sei(...)
'conhecer as manhas e as manhãs, o sabor das massas e das maçãs, é preciso amor pra poder pulsar, é preciso paz pra poder sorrir, é preciso a chuva para florir(...)'
'penso que cumprir a vida seja simplesmente compreender a marcha e ir tocando em frente como um velho boiadeiro levando a boiada eu vou tocando os dias pela longa estrada eu vou estrada eu sou(...)'
'todo mundo ama um dia. Todo mundo chora UM DIA A GENTE CHEGA E NO OUTRO VAI EMBORA(...)'
'cada um de nós compõe a sua história cada ser em si carrega o dom de ser capaz de ser FELIZ(...)'

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Coração vago


As vezes falar abri uma ferida, as vezes é melhor guardar o que esta te machucando. É como um ferimento, quanto mais você bate mais torna a machucar! Às vezes seria melhor sumir, desaparecer... ESQUEÇER! Queria voltar a ser como eu era antes. Com um coração duro. Que não se abria pra ninguém. Como uma pessoa má. Como uma pessoa chamada de sem sentimentos. Por não se importar com os sentimentos alheios. Meu MAIOR defeito foi me abrir demais. Foi começar a abrir meu coração. Foi começar a abrir o que eu sinto. Foi deixar uma nova Pollyanna entrar em mim. ERA MELHOR SER COMO EU ERA ANTES. A menina do coração de pedra. Quando uma pessoa me tratava mal antes eu não estava nem ai. Hoje em dia eu choro, se alguém me tratar mal. Eu antigamente não gostava de ouvir algum menino me dizer que só tinha olhos pra mim! Dava raiva dele por ser assim, tão amoroso. Quando 'eles' largavam os amigos pra ficar comigo, numa tarde de futebol. Hoje eu GRITO, BRIGO. Se ele me largar por isso. Com tanto potencial pra 'eles' acabarem com a minha vida, eles queriam me fazer felizes. E hoje eu quero ser assim. Hoje eu preciso de elogios, de flores, de amores. Hoje eu preciso amar, ser amada e corresponder. Hoje eu preciso de vida, de tempo e de prazer. Eu queria voltar como eu era antigamente! Áh meu tempo de antes! Maldita hora que fui abrir meu coração pra ''ELES'' Não estou furiosa! Sim, arrependida. As coisas mudam e MUITA COISA vai mudar. Queria alguém que me entendesse de verdade! Hoje eu estou triste e desapontada em geral com uma pessoa que eu pensei conhecer. Com já disse antigamente, eu mudei de vez! MERDA! Hoje eu te vejo mais triste que eu. Te vejo andando vagando sozinho, te vejo a procura de amigos. Eu não sei quem tu és! Pensava que te conhecia, que te lia. Mas este momento fez-me relembrar o porquê dessa situação. Eu não cobro aquilo que dou.. Eu dou aquilo que tenho.

Clareia em mim!


Estéfani Bernardino. Teté. Tefa!
Aquela menina-mulher! Aquela que te encanta apenas com um sorriso! Aquela menina que a gente pensa que é uma menininha, mais quando a conhece tem a cabeça e a inteligência de uma MULHER! Aquela menina, cujo acredita nos seus sonhos, que não se deixa ser balançada por nada nem ninguém! Aquela menina que ama, que existe no amor. Que insiste no que é certo. Ela chegou rabiscando a minha vida, como quem não queria nada. Mas, hoje ela esta colorindo. Colorindo os meus dias, as minhas tardes, as minhas madrugadas! Utilizou as cores primárias para derrubar o branco e o preto. E dessas cores ela me fez confiança. As vezes a vida traça caminhos que não queremos seguir. Mas essa menina, ela sabe o que seguir. Ela sabe a decisão da vida dela. Ela sabe que uma tesoura pode chegar e picotar todos os sonhos da vida dela. Mas, enquanto ela estiver com os seus pensamentos positivos vai voltar a ser tudo com era. Uma vez me disseram que “Fundamental é mesmo amor, é impossível ser feliz sozinho” e hoje eu digo a essa menina-mulher: Por mais que a vida te traga coisas injustas... Por mais que você seja derrubada de onde você estiver, levante a cabeça. Sempre com aquele sorriso, com um brilho no olhar. A vida ela não foi feita pra ser destruída por tão pouco, e muito menos por nada. (Agora me deu um branco de 20 minutos) As vezes me falta palavras de descrever uma pessoa tão linda e maravilhosa como a Tefa! Mas, não preciso de palavras para descrever o que seria ela. O seu olhar de menina, seu encanto de mulher e o seu brilho no olhar. Já fala tudo por ela.
Quando ela entrou na minha vida, começou a clarear mais em mim. Ela me ajudou com as suas palavras... Com o seu carinho.
Clareia o meu dia, o meu caminho! Clareia em mim.

sábado, 12 de dezembro de 2009

Relato!


03/12
São 22:00. Conversas malucas!

04/12
Madrugada 03:00, telefonemas de tirar o fôlego. São conversas que ninguém nunca ouviu ou ouvirá de vocês dois. Uma idéia maluca surge da cabeça dela, ela tem a brilhante idéia de viajar bem cedo, pra ir apenas na cidade dele e depois voltar. Desligam o telefone e fica decidido que ela irá viajar bem cedo no outro dia.

04/12
São 06:00 e o celular dela desperta, ela tem que pegar ônibus, ela sai de casa apressada e sem muita demora pega o primeiro taxi e vai pra rodoviária. Chega a rodoviária e dá um simples telefonema a ele dizendo que estará chegando a sua cidade em poucas horas. Ela espera vinte minutos, esse é o tempo que o ônibus esta atrasado. E ele ansioso a sua espera.

04/12
São 07:40 e ela chega a sua cidade! Sem muita cerimônia eles se cumprimentam e saem dali e vão pra o seu apartamento. Chegando em casa, os dois ficam paralisados sem saber o que fazer. Ela, a primeira coisa que faz é pedir um copo com água, pra disfarçar a sua timidez e seu nervosismo. Ela o acompanha até a cozinha e ele dá a sua água, voltando a sala.

04/12
São 09:00 e eles não tem mais conversas. Já conversaram tanto que deu um branco em suas mentes. Ele segura as mãos dela. Ele olha nos olhos dela, a música rola solta, um envolvimento, um clima, uma tensão... E de repente eles se beijam. Se beijam profundamente, um beijo ardente, um beijo que os deixam trêmulos. Eles se soltam e olham um para a cara do outro, e começam a rir solto. Parecem duas crianças, como se aquilo fosse uma brincadeira.

04/12
São 09:45 e os beijos deles se tornam mais intensos. As mãos se tornam maiores e andam pelo o corpo dela. O jeito dela faz com que tudo isso se torne mais excitante. Beijos ardentes, abraços apertados, coração palpitante. A cada minuto que se passa faz com que ela se sinta mais mulher.

04/12
São 10:00 e as roupas estão no chão. Seus corpos ali, totalmente nús, despidos. O clima maior, esquentando a cada segundo. Ela que o conduz. É ela que o leva pra o tão sonhado momento. Ela que faz aquilo ali se tornar melhor do que era. Ela que faz ele se sentir bem. Mais ela ali, poderia ser melhor do que todos os tempos.

04/12
São 11:00 e eles estão se vestindo. Talvez aquilo ali será guardado pra sempre, no coração dos dois. Talvez aquela transa, que não será lembrada assim. Digamos que, ''O dia em que mais riram um do outro''. Talvez um dos dois irá lembrar de cada momento, cada detalhe. Então dá a hora de irem embora. E ele pegará o mesmo ônibus que ela pra a sua cidade. Pois ele precisa voltar ao seu trabalho.

04/12
São 11:45 e estão voltando. Saem do apartamento dele como se nada tivesse acontecido. Saem um do lado do outro, como dois conhecidos qualquer. duas pessoas normais, dois amigos! Entram no ônibus e o caminho de volta pra casa parece um pouco longo.

04/12
São 12:30 e finalmente a chegada! Eles descem do ônibus, como se nada tivesse acontecido. Como se tudo ali, fosse apenas um encontro casual entre amigos. Eles se despedem. Um olha pra o outro, dá um beijo no rosto e dizem: 'até mais tarde!'

04/12
São 13:00 e eles vão andando pra casa. A certeza que ele estará ali do lado dela, quando ela precisar e que eles sempre estarão um ajudando ao outro. Sempre será lembrado.

04/12
Esse dia ficará marcado pra sempre na memória dos dois!

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Que saudade !


Que saudade do meu amigo. Olhando as nossas fotos me veio à lembrança dos bons momentos vividos, a falta me proporciona algo gigantesco, só ele entendi as minhas sincopes, neuras, angustias! Há dias o peito dói mais a tua presença, foi sempre tão intensa. Eu odeio, ODEIO... O-D-E-I-O assumir isso! Mais estou sentindo a tua falta! Saudades de você, meu amigo!

'a saudade em minha porta, quanto tempo será que demora... Um mês pra passar(...)'

domingo, 6 de dezembro de 2009

Faz parte de mim!


Bom! Não sei por onde começar... Então vamos ver. Tudo começou no dia 03/12/2009 uma conversa nossa sobre o nosso namoro. Eu falava sobre o meu e você sobre o seu! Foi quando eu te falei que achava você um pouco frio com Elena quando ela vinha a nossa cidade! E você me disse que eu tinha certa culpa nisso por ficar sempre te chamando pra conversar. Foi quando VOCÊ me pediu pra para de certa forma de ficar te chamando a todo instante quando você tivesse com ela, pois assim você daria uma atenção maior a ela. E assim foi. Te disse que faria o que você pediu, e que tudo estaria bem. No dia 04/12/2009 que foi sexta-feira. Acho que se lembra de todas as conversas deste dia, né? Momentos de risadas... Coisas que vai ser lembrada muito. S.C.Q.S.A.G.E! Essas coisas, nossas coisas, nossos momentos de idiotices, nossas crises de riso, meus ciúmes, meus inúmeros palavrões, minhas atitudes infantis e você com seu jeito... Sempre me ajudando a crescer. No dia 05/12/2009 não tivemos muito contato. Mais nos cumprimentamos como duas pessoas normais, sem idiotices. Pelo menos uma vez na minha vida eu tentei ficar do teu lado sem fazer graça ou falar alguma besteira. Não passei muito tempo ali do seu lado. Quando fui embora um simples tchau me comoveu. Achei que alguma coisa estava errada. E se naquele momento quem foi fria demais foi eu? E se eu estivesse mudando demais, e se eu precisasse ficar ali mais um pouco. Só pra ouvir você me chamando de lesa, idiota... Me dizendo que se preocupa comigo, que não quer o meu mal. Me falando inúmeras vezes que me ama e que SEMPRE vai estar ao meu lado. Pela primeira vez na minha vida, eu senti a falta do teu abraço. Eu senti a falta do teu carinho... Eu sentia um vazio dentro de mim, como se fosse... Como se fosse... Não sei explicar. Eu queria gritar e te dizer que aquela ali não era eu. Que eu não sou assim. Que aquela mascara tinha que cair pois eu não estava aguentando mais. Ainda falei, baixinho, bem baixinho... Ninguém me ouviu. Só que eu queria gritar. Queria gritar pra os quatro cantos do mundo que havia uma pessoa ali que não era o meu eu. Que não era aquela verdadeira Paloma Oliveira. Em questão de segundo, passou varias perguntas, duvidas, quase afirmações em minha mente. Bom! No dia 06/12/2009 foi onde a minha vontade de gritar aumentou mais ainda. E eu estava vendo uma pessoa ali que agora era comigo o que NUNCA havia sido. Um simples oi, uma brincadeira de leve como se eu fosse uma mera desconhecida. Quer? Posso pegar? Coloque aqui, por favor! Foram essas palavras apenas que eu ouvi da tua boca, na tarde do dia 06/12. Foi quando eu fui me entristecendo cada vez mais. Meu coração foi ficando pequenininho. Minha voz foi emudecendo. Eu queria tanto gritar ali, pra perguntar o por que daquilo tudo. EU tentei gritar. Mais eu fui ficando cada vez mais muda. Sentada ali ao teu lado, você virado pra mim, sem muitas palavras. Aquilo parecia mais o dia quando a gente se conheceu. Você sem muitas palavras, todo tímido ali do lado, sentado bem longe do nosso colchão no apartamento do Flávio. Eu só queria que você me abrasasse naquele momento e me dissesse que estava tudo bem entre a gente, que você estaria ali sempre comigo, que nossa irmandade era além e o infinito. Queria que você contasse alguma história sobre um dos nossos dedos. Me doeu muito isso tudo. Na noite do dia 06/12/2009 meu coração foi ficando cada vez mais apertado. Pois você estava ali do meu lado mais uma vez, só que desta vez você estava mais mudo comigo. Não que eu queria a sua total atenção voltada pra mim. Mais aquilo tudo já estava uma bagunça tão grande na minha cabeça. Que cada vez mais ia crescendo... Quando fui falar com você, te olhei, te entreguei o meu celular. Fiquei olhando você ali parado mexendo no meu celular. Pela primeira vez você não me olhou nos olhos. Pela primeira vez você não me olhou no olho. Pela primeira vez eu não vi o brilho no teu olho. Um olhar que me deu medo, pois ali estava um Roberto Magno que eu não conhecia. Estava uma criatura que eu não entedia. Pela primeira vez eu não consegui ler a sua mente. Eu não consegui ler os seus olhos. Eu não sabia mais quem era você. Minha cabeça ainda gira com tudo isso. 'espero que o tempo passe, espero que a semana acabe, pra que eu possa te ver de novo(...)' 'pra que eu possa, te abraçar... de novo(...)' Talvez você se lembrar da existência de quem tanto te ama, e gastar apenas minutos do seu precioso tempo com tal pessoa. Eu te amo, e sempre vou estar aqui! Esperando o teu abraço. Ficarei te esperando de braços abertos.

[ Desabafo para um amigo! ]
Nomes fictícios.

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Alguma ajuda para ser infeliz?


Eu olho pra sua tatuagem e pro tamanho do seu braço e pros calos da sua mão e acho que vai dar tudo certo. Me encho de esperança e nada. Vem você e me trata tão bem. Estraga tudo.Mania de ser bom moço, coisa chata.
Eu nunca mais quero ouvir que você só tem olhos pra mim, ok? E nem o quanto você é bom filho. Muito menos o quanto você ama crianças. E trate de parar com essa mania horrível de largar seus amigos quando eu ligo. Colabora, pô. Tá tão fácil me ganhar, basta fazer tudo pra me perder.
E lá vem ele dizer que meu cabelo sujo tem cheiro bom. E que já que eu não liguei e não atendi, ele foi dormir. E que segurar minha mão já basta. E que ele quer conhecer minha mãe. E que viajar sem mim é um final de semana nulo. E que tudo bem se eu só quiser ficar lendo e não abrir a boca.
Com tanto potencial pra acabar com a minha vida, sabe o que ele quer? Me fazer feliz. Olha que desgraça. O moço quer me fazer feliz. E acabar com a maravilhosa sensação de ser miserável. E tirar de mim a única coisa que sei fazer direito nessa vida que é sofrer. Anos de aprimoramento e ele quer mudar todo o esquema. O moço quer me fazer feliz. Veja se pode.
Não dá, assim não dá. Deveria ter cadeia pra esse tipo de elemento daninho. Pior é que vicia. Não é que acordei me achando hoje? Agora neguinho me trata mal e eu não deixo. Agora neguinho quer me judiar e eu mando pastar. Dei de achar que mereço ser amada. Veja se pode. Anos nos servindo de capacho, feliz da vida, e aí chega um desavisado com a coxa mais incrível do país e muda tudo. Até assoviando eu tô agora. Que desgraça.
Ontem quase, quase, quase ele me tratou mal. Foi por muito pouco. Eu senti que a coisa tava vindo. Cruzei os dedos. Cheguei a implorar ao acaso. Vai, meu filho. Só um pouquinho. Me xinga, vai. Me dá uma apertada mais forte no braço. Fala de outra mulher. Atende algum amigo retardado bem na hora que eu tava falando dos meus medos. Manda eu calar a boca. Sei lá. Faz alguma coisa homem!
E era piada. Era piadinha. Ele fez que tava bravo. E acabou. Já veio com o papo chato de que me ama e começou a melação de novo. Eita homem pra me beijar. Coisa chata.
Minha mãe deveria me prender em casa, me proteger, sei lá. Onde já se viu andar com um homem desses. O homem me busca todas as vezes, me espera na porta, abre a porta do carro. Isso quando não me suspende no ar e fala 456 elogios em menos de cinco segundos. Pra piorar, ele ainda tem o pior dos defeitos da humanidade: ele esqueceu a ex namorada. Depois de trinta anos me relacionando só com homens obcecados por amores antigos, agora me aparece um obcecado por mim que nem lembra direito o nome da ex. Fala se tão de sacanagem comigo ou não? Como é que eu vou sofrer numa situação dessas? Como? Me diz?
Durmo que é uma maravilha. A pele está incrível. A fome voltou. A vida tá de uma chatice ímpar. Alguém pode, por favor, me ajudar? Existe terapia pra tentar ser infeliz? Outro dia até me belisquei pra sofrer um pouquinho. Mas o desgraçado correu pra assoprar e dar beijinho.

[ Tati Bernardi ]

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Apenas abraços!


Pela primeira vez eu chorei com uma pessoa falando as verdades, as imperfeições, os meus defeitos. Pela primeira vez me doeu vendo você falar assim comigo. Eu nunca imaginei MEU amigo falando assim comigo. Mas, amigo mesmo não é aquele que te faz sorrir com mentiras e sim o que te faz chorar com as verdade! Posso ser grossa, antipática, ter meus momentos de fúria, ser sarcástica, estourar por pouco, posso querer tudo perfeito, ter minhas inúmeras crises de ciúmes... Mais só quero que saiba que tudo que eu mais tenho medo na minha vida é de te perder. Isso pra mim vai ser uma dor maior, uma dor que ninguém jamais ouviu, que ninguém jamais sentiu, que nunca vai ter outra igual. Não tenho que te pedir perdão por nada, apenas peço a Deus. Peço perdão a ele... E pedir que ele me mude muito! 'é melhor ser brutalmente sincero do que covardemente fingido(...)




E eu queria apenas um abraço

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Em cima do muro!


'pudesse um grito romper os muros em que agora me detenho!(...)'
Ás vezes eu me sinto como se eu estivesse em cima de um muro! Sem saber pra que lado eu posso ir, sem saber pra qual lado eu vou pular, sem saber qual é o melhor lado. Eu tenho medo, tenho sim! E não nego. Quem nunca se sentiu assim? São momentos que a gente nunca quer deixar de lado. São esses muros que me dão medo. Medo de que? Medo de escolher o caminho errado, medo de te julgarem por estar no lado errado, medo de quebrar o muro e deixar tudo como estar. Medo de não sei o que. Só Deus sabe o meu medo. As vezes vai tomando conta de mim esse medo, é como se ele crescesse lá no final, e vai crescendo... Vai tomando conta de mim! É como eu tinha medo de um ''bicho-papão'' quando eu era criança. Achava que se ele entrasse na minha casa, ele iria pegar só a mim e mais ninguem. É assim que eu to agora... Medo, desse medo me carregar. Eu preciso escolher o lado certo! Eu preciso viver o lado certo! Eu quero o lado exato! Eu só preciso de mais tempo.

domingo, 15 de novembro de 2009

Santos


'o que me incomoda de verdade é a hipocrisia das pessoas. Isso me tira do sério. O que mais vejo são seres humanos que se fazem de santos. Tudo bem que são santos do pau oco, porque duvido que alguém tenha um passado limpo, sem nenhum erro cometido. E acaba até sendo engraçado, e até patético, saber que esses 'santos' são os que mais me criticam(...)

[ Bruna Surfistinha ]

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Clarice Lispector!



Um amigo meu, médico, assegurou-me que desde o berço a criança sente o ambiente, a criança quer: nela o ser humano, no berço mesmo, já começou.
Tenho certeza de que no berço a minha primeira vontade foi a de pertencer. Por motivos que aqui não importam, eu de algum modo devia estar sentindo que não pertencia a nada e a ninguém. Nasci de graça.
Se no berço experimentei esta fome humana, ela continua a me acompanhar pela vida afora, como se fosse um destino. A ponto de meu coração se contrair de inveja e desejo quando vejo uma freira: ela pertence a Deus.
Exatamente porque é tão forte em mim a fome de me dar a algo ou a alguém, é que me tornei bastante arisca: tenho medo de revelar de quanto preciso e de como sou pobre. Sou, sim. Muito pobre. Só tenho um corpo e uma alma. E preciso de mais do que isso.
Com o tempo, sobretudo os últimos anos, perdi o jeito de ser gente. Não sei mais como se é. E uma espécie toda nova de "solidão de não pertencer" começou a me invadir como heras num muro.
Se meu desejo mais antigo é o de pertencer, por que então nunca fiz parte de clubes ou de associações? Porque não é isso que eu chamo de pertencer. O que eu queria, e não posso, é por exemplo que tudo o que me viesse de bom de dentro de mim eu pudesse dar àquilo que eu pertenço. Mesmo minhas alegrias, como são solitárias às vezes. E uma alegria solitária pode se tornar patética. É como ficar com um presente todo embrulhado em papel enfeitado de presente nas mãos - e não ter a quem dizer: tome, é seu, abra-o! Não querendo me ver em situações patéticas e, por uma espécie de contenção, evitando o tom de tragédia, raramente embrulho com papel de presente os meus sentimentos.
Pertencer não vem apenas de ser fraca e precisar unir-se a algo ou a alguém mais forte. Muitas vezes a vontade intensa de pertencer vem em mim de minha própria força - eu quero pertencer para que minha força não seja inútil e fortifique uma pessoa ou uma coisa.
Quase consigo me visualizar no berço, quase consigo reproduzir em mim a vaga e no entanto premente sensação de precisar pertencer. Por motivos que nem minha mãe nem meu pai podiam controlar, eu nasci e fiquei apenas: nascida.
No entanto fui preparada para ser dada à luz de um modo tão bonito. Minha mãe já estava doente, e, por uma superstição bastante espalhada, acreditava-se que ter um filho curava uma mulher de uma doença. Então fui deliberadamente criada: com amor e esperança. Só que não curei minha mãe. E sinto até hoje essa carga de culpa: fizeram-me para uma missão determinada e eu falhei. Como se contassem comigo nas trincheiras de uma guerra e eu tivesse desertado. Sei que meus pais me perdoaram por eu ter nascido em vão e tê-los traído na grande esperança.
Mas eu, eu não me perdôo. Quereria que simplesmente se tivesse feito um milagre: eu nascer e curar minha mãe. Então, sim: eu teria pertencido a meu pai e a minha mãe. Eu nem podia confiar a alguém essa espécie de solidão de não pertencer porque, como desertor, eu tinha o segredo da fuga que por vergonha não podia ser conhecido.
A vida me fez de vez em quando pertencer, como se fosse para me dar a medida do que eu perco não pertencendo. E então eu soube: pertencer é viver. Experimentei-o com a sede de quem está no deserto e bebe sôfrego os últimos goles de água de um cantil. E depois a sede volta e é no deserto mesmo que caminho!

[ Pertencer - Clarice Lispector ]

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

DEUS CUIDA DE MIM!


'eu preciso aprender um pouco aqui, eu preciso aprender um pouco ali, eu preciso aprender mais de Deus porque ele é quem cuida de mim. Se uma porta se fecha aqui, outras portas se abrem ali eu preciso aprender mais de Deus porque ele é quem cuida de mim Deus cuida de mim. Deus cuida de mim na sombra das suas asas Deus cuida de mim, eu amo a sua casa e não ando sozinho não estou sozinho, pois sei: Deus cuida de mim. Se na vida não tem direção é preciso tomar decisão eu sei que existe alguém que me ama ele quer me dar a mão(...)'

Os jogos dessa vida!


Sempre pensei que a vida fosse um jogo. Onde uns nascem pra ganhar e outros nascem pra perder, tem aqueles que nascem pra jogar muito mal, aqueles que nascem pra jogar contra o tempo, os que não sabem jogar, os que vivem para isso, os que passam o tempo que podem jogando, os que sempre pedem mais um tempinho para o próximo jogo. Mais o pior de tudo são aquelas pessoas que JOGAM PARA O MAL.
Façam suas próprias apostas. Quem será o GRANDE VENCEDOR desse fim de jogo? Não preciso me esforçar muito para saber dessa resposta. O que eu mais preciso disso tudo é não entrar nesse tal jogo. Que é a coisa mais exata a se fazer.
O inicio do jogo é uma coisa bem básica. A dita cuja começa a se fazer de boa moça e tenta te ajudar pra que você caia no seu papo. No inicio do jogo tudo é as mil maravilhas, você recebe a sua ajuda. Um estágio mais a frente, o jogo fica um pouco pesado. A dita cuja vai começando a fazer algumas coisas que possam te destruir, você vai caindo em todas as peças dela, você vai se destruindo por uma coisa nada normal. É quando só te resta apenas uma vida. E quando chega no estágio FINAL. Eis o GRANDE VENCEDOR. A dita cuja cai, a mascara dela é retirada, os seus amigos começam a ver quem é essa pessoa, o amor que ela diz ser tão grande era apenas uma farsa. E eis que ela fica pra trás.
Aquela perguntinha bem básica:
E agora? Quem sente pena de quem?

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Inveja! Um sentimento tão ruim.


'não tenho inimigos, apenas concorrentes que gostariam de ser como eu, fazer o que eu faço... Por isso me odeiam tanto e tentam denegrir minha imagem... Eu apenas lamento, pois ainda não fiz o terço do que sou capaz(...)'

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Um quase nada!


'desde então comecei a medir a vida não pelos anos, mas pelas décadas. A dos cinqüenta havia sido decisiva porque tomei consciência de que quase todo mundo era mais moço que eu. A dos sessenta foi a mais intensa pela suspeita de que já não me sobrava tempo para em enganar. A dos setenta foi temível por uma certa possibilidade de que fosse a última. Ainda assim, quando despertei vivo na primeira manhã de meus noventa anos na cama feliz de Delganina, me atravessou uma ideái complacente de que a vida não fosse algo que transcorre como o rio revolto de Heráclito, mas uma ocasião única de dar a volta na grelha e continuar assando-se do outro lado por noventa anos a mais(...)'

[Trecho do livro - Memórias de minhas putas tristes.]


Com o tempo a vida vai passando e você vai vendo quem são as pessoas que permanecem. Existe tantas pessoas que usam palavras bonitas. Podem até se sentir nas alturas por isso. Mais do que adianta tudo isso se são apenas pessoas e objetos usados pra nos fazer algum tipo de crise?
O tempo pode passar rápido, as pessoas podem não nos amar da forma que nós esperamos. Você pode não acreditar tanto em si. Pode ter pena de muita coisa.
Com o passar do tempo você vai ver que ficou estacionado e parado no mesmo lugar de sempre, as pessoas que você pensava que estariam ao seu lado. Vão realmente ficar longe de você.
Se cuida. Apesar de tudo. Quem sente mais pena sou EU!


Foto e edição por// Sara Andrade!

Loucas horas.



'será que eu já posso enlouquecer ou devo apenas sorrir?(...)'

sábado, 31 de outubro de 2009

A dor que mais dói


Trancar o dedo numa porta dói. Bater com o queixo no chão dói. Torcer o tornozelo dói. Um tapa, um soco, um pontapé, dóem. Dói bater a cabeça na quina da mesa, dói morder a língua, dói cólica, cárie e pedra no rim. Mas o que mais dói é saudade.
Saudade de um irmão que mora longe. Saudade de uma cachoeira da infância. Saudade do gosto de uma fruta que não se encontra mais. Saudade do pai que já morreu. Saudade de um amigo imaginário que nunca existiu. Saudade de uma cidade. Saudade da gente mesmo, quando se tinha mais audácia e menos cabelos brancos. Dóem essas saudades todas.
Mas a saudade mais dolorida é a saudade de quem se ama. Saudade da pele, do cheiro, dos beijos. Saudade da presença, e até da ausência consentida. Você podia ficar na sala e ele no quarto, sem se verem, mas sabiam-se lá. Você podia ir para o aeroporto e ele para o dentista, mas sabiam-se onde. Você podia ficar o dia sem vê-lo, ele o dia sem vê-la, mas sabiam-se amanhã. Mas quando o amor de um acaba, ao outro sobra uma saudade que ninguém sabe como deter.

Saudade é não saber. Não saber mais se ele continua se gripando no inverno. Não saber mais se ela continua clareando o cabelo. Não saber se ele ainda usa a camisa que você deu. Não saber se ela foi na consulta com o dermatologista como prometeu. Não saber se ele tem comido frango de padaria, se ela tem assistido as aulas de inglês, se ele aprendeu a entrar na Internet, se ela aprendeu a estacionar entre dois carros, se ele continua fumando Carlton, se ela continua preferindo Pepsi, se ele continua sorrindo, se ela continua dançando, se ele continua pescando, se ela continua lhe amando.

Saudade é não saber. Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais compridos, não saber como encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento, não saber como frear as lágrimas diante de uma música, não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche.

Saudade é não querer saber. Não querer saber se ele está com outra, se ela está feliz, se ele está mais magro, se ela está mais bela. Saudade é nunca mais querer saber de quem se ama, e ainda assim, doer.

Texto de Martha Medeiros.



Raphael Santava Alves.
Morro de saudade só de ouvir o seu nome.
É Ter na Mente!
Sempre comigo.

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Um olhar esperançoso!



'só enquanto eu respirar vou me lembrar de você(...)'

'pra onde vai você? pra onde vai? pra onde vai o Sol? quando a noite cai?(...)'



FOTO E EDIÇÃO POR// Sara Andrade.

domingo, 18 de outubro de 2009

Caio Fernando Abreu


sabe que o meu gostar por você chegou a ser amor pois se eu me comovia vendo você pois se eu acordava no meio da noite só pra ver você dormindo meu Deus como você me doía de vez em quando eu vou ficar esperando você numa tarde cinzenta de inverno bem no meio duma praça então os meus braços não vão ser suficientes pra abraçar você e a minha voz vai querer dizer tanta mas tanta coisa que eu vou ficar calada um tempo enorme só olhando você sem dizer nada só olhando e pensando meu Deus como você me dói de vez em quando(...)'

sábado, 17 de outubro de 2009

Quem irá me dar todas as respostas?


Sabe quando tudo começa a dar errado? Quando as coisas em sua vida não começa a ir muito bem? Quando você pensa que aquela pessoa é a sua melhor companhia e você ver que tudo isso foi engano? Quando os seus planos começam a serem frustrados e você tem que saber de onde esta vindo o erro?
É quando eu paro pra pensar e vejo que a minha MÃE sempre teve razão. Sempre teve razão quando falava o que é o meu melhor, o que seria de bom pra mim. Ela sempre me disse quais eram as melhores companhias para se andar, quais eram as melhores pessoas a se relacionar, que os erros nem sempre são das pessoas que estão ao nosso redor (É TÃO DIFICIL ASSUMIR QUE O ERRO É NOSSO).
Quem poderá entender a vida? Quem poderá dar respostas as minhas perguntas? Quem poderá me dizer qual a coisa mais exata a se fazer?
Quem vai responder? Você ou a vida?

C.L.



'já contei piadas e mais piadas sem graça, apenas para ver um amigo feliz. Já inventei histórias com final feliz para dar esperança a quem precisava(...)'
(Clarice Lispector)

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

'você que me diz as verdades com frases abertas(...)'


Por tanto tempo eu queria achar um amigo que eu pudesse contar as minhas coisas, que eu pudesse chegar pra ele e dizer o que se passa comigo com apenas um olhar. Que me entendesse e me apoiasse em cada momento de minha vida. Que me aceitasse assim exatamente como eu sou! Um amigo que não estivesse comigo apenas em momentos faceis dessa vida, na alegria, na riqueza e muito menos em festas. Eu sempre procurei um amigo que eu pudesse deixasse eu gritar quando eu estivesse com raiva, que me desse um ombro pra eu chorar quando a vida não anda muito bem, que me deixasse falar besteiras só pra a gente rir mesmo que depois as lágrimas voltassem a cair no meu rosto. Eu sempre procurei aquele amigo que me abraçasse quando tudo não vai bem, que enxugasse as minhas lágrimas, que desmarcaríamos TODOS os compromissos só pra ficar ouvindo a vida um do outro. Eu sempre procurei aquele amigo que não me julgasse pelas as minhas costas, que ele falasse o que é o certo e o errado na minha frente, que não falasse mal de mim pelas costas. Eu sempre procurei aquele que me levantasse quando eu caísse, aquele que não colocasse pedras no meu caminho. Mas aquele amigo que tiraria as pedras só pra me ver passar feliz e sorridente. E eu achei esse amigo! Renan Monteiro, esse é o nome dele.
Obrigada por fazer os meus dias mais alegres.
'você meu amigo de fé meu irmão camarada, amigo de tantos caminhos de tantas jornadas. Cabeça de homem mas o coração de menino, aquele que está do meu lado em qualquer caminhada. Me lembro de todas as lutas meu bom companheiro, você tantas vezes provou que é um grande guerreiro. O seu coração é uma casa de portas abertas, amigo você é o mais certo das horas incertas. As vezes em certos momentos difíceis da vida, em que precisamos de alguém para ajudar na saída. A sua palavra de força de fé e de carinho, me dá a certeza de que eu nunca estive sozinho. Você meu amigo de fé meu irmão camarada, sorriso e abraço festivo da minha chegada. Você que me diz as verdades com frases abertas, amigo você é o mais certo das horas incertas. Não preciso nem dizer, tudo isso que eu lhe digo, mas é muito bom saber, que você é meu amigo(...)

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

C.F.A

'não queria, desde o começo eu não quis. Desde que senti que ia cair e me quebrar inteiro na queda para depois restar incompleto, destruído talvez, as mãos desertas, o corpo lasso. Fugi. Eu não buscaria porque conhecia a queda, porque já caíra muitas vezes, e em cada vez restara mais morto, mais indefinido -e seria preciso reestruturar verdades, seria preciso ir construindo tudo aos poucos, eu temia que meus instrumentos se revelassem precários, e que nada eu pudesse fazer além de ceder. (...) Eu quis tanto ser a tua paz, quis tanto que você fosse o meu encontro. Quis tanto dar, tanto receber. Quis precisar, sem exigências. E sem solicitações, aceitar o que me era dado. Sem ir além, compreende? Não queria pedir mais do que você tinha, assim como eu não daria mais do que dispunha, por limitação humana. Mas o que tinha, era seu(...)

Caio Fernando Abreu

Estou tão feliz *-*

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Mil acasos me levam a você!



Uma madrugada de ligações, de declarações de amor! Por que ele sabe como me fazer feliz. E de repente eu escuto aquela música bem longe. 'mil acasos me levam a perder o senso, o ritmo habitual mil acasos me levam a você no início, no meio ou no final. Me levam a você de um jeito desigual(...)' Uma lágrima corre solta em meu rosto. Uma lágrima de um amor verdadeiro, de um sentimento tão sincero, puro e limpo! A certeza que não tem hipocrisia! Obrigada por fazer os meus dias mais felizes!

domingo, 11 de outubro de 2009

Todo amor do mundo a ele!


Quando eu falo nele me enche de alegria!
Eu gosto das coisas quando acontecem assim, do seu jeito e no seu momento certo. Por tantas vezes a gente acaba, volta. Acaba, volta. ACABA MAIS UMA VEZ E VOLTA OUTRA! Todas as vezes por minhas coisinhas bestas!
E hoje estamos aqui mais firmes que nunca e fortes como uma rocha! Por que o que Deus une, homem nenhum separa! Obrigada por fazer os meus dias mais completos e mais cheios de alegrias!

'é que o amor é soberano e supera todo engano sem jamais perder o elo(...)'

sábado, 10 de outubro de 2009

Me protege dos meus inimigos!

“Pai nosso, que estás no céus!… seja feita a tua vontade assim na terra como no céu” (Mateus 6:9-10)

Eu me entreguei em suas mãos e assim vai ser pelo o resto de minha vida! Senhor Jesus, faz de mim o que o senhor bem entender. Eu te peço pelos os meus inimigos que o senhor possa dar a eles um bom coração. As pessoas que não sabem amar, que o senhor possa enviar um amor verdadeiro para eles. Amém.




De repente eu pensei em um versículo que meu irmão costuma me falar todos os dias. Salmo 118:8 : “É melhor buscar refúgio no Senhor do que confiar nos homens”.
E assim hoje é a minha vida. Não podendo confiar mais nos homens, por que eles não são mais confiáveis. Todos querendo destruir um ao outro, querendo ver o mal. Cada um que queria ver o mal do outro. Cada um que queira destruir a felicidade do outro!
E assim nos tornamos armadilhas para o mal. É assim que eu penso hoje. QUE VOCÊ ESTA SENDO USADA PELO O MAL PARAR ACABAR COM VIDAS HUMANAS!

Não se preocupe que eu não vou bater, nem xingar, nem fazer coisas baixas como as pessoas mesmo dizem. Dessa vez eu vou apenas ficar calada e esperar a mão de Deus! Por que a mão Dele é maior e bem mais pesada que a minha.

A unica coisa que eu posso fazer por você é orar e te entregar nas mãos do GRANDE-EU-SOU e pedir a Ele, que te faça uma pessoa realmente de caráter, que ele possa te coloca no teu devido lugar! Por que Ele sabe o que faz com cada pessoa dessa terra!

Que Deus tenha pena de tua alma!


Paz! SÓ QUERO PAZ.


Estou ladeada de cães famintos que buscam devorar-me.... Todavia todas as vossas tentativas serão falhas, porque o meu DEUS É FIEL!

É ele!



'eu preciso de mais, eu preciso mais, preciso de você aqui(...)'
Mesmo estando distantes eu darei um jeito de estar sempre com você!

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Qual a definição do amor?


Por que quando se fala de amor a gente não sabe o que falar? Por que quando se fala de amor, as nossas mãos começam a tremer, os nossos olhos começam a brilhar, o nosso estômago parece que tem milhões de borboletas voando dentro de nós? O amor pra mim NUNCA foi um mistério. Como muitas pessoas podem pensar, o amor não precisa ser gritado pra os quatro cantos dessa terra, não precisa sair com camisas e fotos enormes pra demonstrar o amor, não se precisa estar se dizendo a toda hora e a todo momento. Amor, não precisa estar publicando isso. O 'True Love' (Amor verdadeiro), é aquele que nós sentimos aquele que esta dentro do nosso peito! Aquele que a gente se senti feliz quando estamos perto e triste quando a saudade vem arrasando nosso coração!
Será que os anjos amam? Será que o amor dos anjos...(como foi que minha mãe disse?) Será que o amor dos anjos ''é demais'' pra gente?Como é que a gente ama, quando ama um anjo? O amor dos anjos machuca. A gente NUNCA consegue saber quando um anjo esta amando a gente. O amor dos anjos é tão diferente... A gente nunca entende o amor deles! (Nunca tinha amado ninguém que eu pensasse que fosse um anjo). Amar um anjo é diferente. A gente não se entende mais, quando ama um anjo. Ama um anjo... ''é demais''! Amar um anjo não dá pra entender. Amor é misterioso. Eu tinha medo. TENHO SIM!

Ainda procuro a definição do amor! Quando eu encontrar, eu venho aqui te falar!

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Crepúsculo *-* [3]


Minha cabeça girava com mudança rápida de direção em nossa conversa. A partir do tema alegre de meu falecimento iminente, de repente estávamos nos declarando. Ele esperou, e embora eu olhasse para baixo para examinar nossas mãos entre nós, eu sabia que seus olhos dourados estavam nos meus.
- Já que sabe como me sinto, é claro - eu disse por fim. - Eu estou aqui... O que, numa tradução grosseira, significa que eu preferiria estar morta a ficar longe de você. - Franzi o cenho. - Sou uma idiota.
- Você é mesmo uma idiota - concordou com uma risada. Nossos olhos se encontraram e eu ri também. Rimos juntos da idiotice e da mera impossibilidade de um momento desses.
- E então o leão se apaixona pelo cordeiro... - murmurou ele.
- Que cordeiro imbecil - suspirei.
- Que leão masoquista e doentio. Ele olhou a floresta sombreada por um longo momento e eu me perguntei aonde seus pensamentos o levavam.

(Trecho do livro Crepúsculo - 217)

Rosas!



Por que mulheres se derretem ao receber uma rosa? Por que mulheres ficam ansiosas com alguma data especial pra esperar a chegada das rosas? Pra mim rosas sempre representaram muito. Pra algumas pessoas rosas não passam de futilidade que secarão com alguns dias, horas ou até minutos.
Eu sempre pensei que as pessoas são como as rosas. Alias, os nossos amigos são como as rosas! Por que tem certas pessoas que temos que cultivar. Temos que plantar a sementinha dentro delas, depois regar pra elas crescerem e ficarem um lindo jardim.
Mais existem pessoas que não querem ser lindas que nem um jardim. E insistem em ser o trator que passam em frente das rosas e as destroem.
Assim é a vida! Pessoas que não conseguem ver a felicidade alheia e acabam destruindo a felicidade que os outros tem. Gente que não consegue ser feliz e acaba destruindo a felicidade dos outros.


Paz! Só quero PAZ!

Rosas que eu ganhei dele!

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Crepúsculo *-* [2]

Fiz um beicinho.
- Você tem um sono muito profundo, não perdi nada. - Seus olhos cintilavam. - O falatório veio antes disso.
Eu gemi.
- O que você ouviu?
Seus olhos dourados ficaram muito suaves.
- Você disse que me amava.
- Você já sabia disso - lembrei a ele, afundando minha cabeça.
- Mesmo assim, foi bom ouvir.
Escondi o rosto em seu ombro.
- Eu te amo - sussurrei.
- Agora você é a minha vida - Respondeu ele simplesmente.
Não havia nada mais a dizer naquele momento. Ele me embalou enquanto o quarto ficava mais claro.

(Trecho do livro Crepúsculo - 249)

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Eu te desejo(...)

'que você consiga ser tolerante... e que você descubra que rir é bom mas que rir de tudo é desespero... Desejo! que você tenha a quem amar... e que tenha até inimigos prá você não deixar de duvidar(...)'

Obrigada a todos que me atiraram pedras, pois foi com elas que contrui meu castelo. (Y)


Meus inimigos que se fazem presente em minha vida. Obrigada por cada coisinha que tem feito contra mim. Estou aprendendo cada vez mais.

PAZ, SÓ O QUE QUERO!




PAZ!

sábado, 3 de outubro de 2009

Agradeçimentos

Meu agradecimento vai para aqueles que acreditaram que eramos capazes quando nem mesmo agente mais acreditava , aqueles que mesmo com a minha crise de esteria estiveram do meu lado me dizendo " tudo bem , tudo vai da certo", aqueles que souberam entender quando eu não estava no meus melhores dias , aqueles que foram leais , fieis e solidarios quando eu insistia ver o mundo cair sobre minha cabeça, aqueles que me mostraram paciencia que nem tudo estava perdido quando eu achei ter perdido tudo , e também para aqueles que me deram as costas quando eu mais precisei deles pois embora que estivessemos sozinha aprendemos que nen tudo é flores, agradeço aos meus amigos que sempre estiveram comigo mesmo quando eu não estava com eles, aqueles que mesmo longe se fez presente num momento de angustia sufocante , e acima de tudo agradecimento a DEUS , por ter nos concedido esse dia tão especial .

Agradecimento aqueles que me amaram e me aceitaram com erros , defeitos , angustias ,e que mesmo assim foram os meus amigos

" Jamais deixe que um simples caminho sem flores, fassa se sentir um fracassado , pois é na advercidade que nasce os verdadeiros frutos "

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Crepúsculo *-*

- Isabella. - Ele pronunciou meu nome inteiro cuidadosamente, depois brincou com meu cabelo com a mão livre. Um choque percorreu meu corpo com seu toque despreocupado. - Bella, eu não poderia conviver comigo mesmo se a ferisse. Você não sabe como isso me torturou. - Ele abaixou os olhos novamente envergonhado. - Pensar em você, imóvel, lívida, fria... Nunca mais vê-la corar de novo, nunca mais ver esse lampejo de intuição em seus olhos quando você vê através de meus pretextos... Seria insuportável. - Ele ergueu os gloriosos olhos angustiados para os meus. - Você é, agora, a coisa mais importante do mundo para mim. A mais importante de toda a minha vida.


(Trecho do livro Crepúsculo - 217)

Queria viver um amor assim :~
O amor existe dentro de cada um de nós.
(L)

Por que ?

Muitas vezes, meu sorriso se camuflou com aquela lágrima que teimava em querer cair, eu fui teimosa e disfarcei com um sorriso. Dizem que isso é falsificar sentimentos, mais eu prefiro chamar de tentativa de melhora.

Ninguém nunca me disse que eu sorriria sempre, e que se eu chorasse, seria apenas de felicidade. Quando eu nasci, ninguém me prometeu que daria tudo certo. Ninguém me garantiu que meus amores seriam correspondidos, ou que o sucesso andaria sempre junto comigo. Ninguém me assegurou de que os meus amigos seriam realmente amigos, e que eu sempre teria dias sensacionais! Ninguém me fez acreditar que eu seria capaz de ajudar todas as pessoas queridas que precisassem; que nunca faltaria dinheiro ou que sobraria. Ninguém me convenceu de que eu teria sempre tudo o que quisesse... Então, eu não posso reclamar de nada! A vida não é contrato, a vida é fato! Não me façam ser quem não sou, não me convidem a ser igual, porque, sinceramente, eu sou diferente! Não sei e nunca soube amar pela metade. Não sei viver de mentiras. Não sei voar de pés no chão. Sou sempre eu mesma! O jeito é ir vivendo... E o melhor disso, é saber que mesmo sem contrato, tudo tem sido muito bom, e que as melhores pessoas do mundo, eu tive ao meu lado!

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Paz

Tem gente que se faz de santa. Tem gente que se passa por um monte de coisa. Tem gente que não sabe cuidar do que tem e se mete demais na vida alheia. As pessoas hoje em dia parece que estão vivendo mais a vida dos outros do que a própria vida. Tem gente que não sabe ver a felicidade nos outros e acabam destruindo isso.
''O dia esta na minha frente, esperando para ser o que eu quiser. E aqui estou eu, o escultor que pode dar a forma. Tudo depende de mim.'' (Charlie Chaplin)

Tudo, absolutamente TUDO depende de mim. As minhas ações, as minhas coisas de crianças, as minhas palavras rudes... As minhas brigas. E uma coisa que eu coloquei na minha cabeça é a seguinte: ''Pra que brigar por coisas fúteis se o nome já diz tudo, AS FUTILIDADES DESSA VIDA.''
Uma coisa é certa: A felicidade alheia incomoda.
Se as pessoas vivessem o que tem pra viver na sua vida, se as pessoas cuidassem mais do que é seu e deixasse as coisas dos outros de lado seria tudo mais fácil. Depois falam que EU que quero viver a vida da outra pessoa, depois dizem que EU que arrumo brigas e intrigas. Depois eu que não sei amar.
Eu pelo menos sei o que eu quero. Sei o que eu tenho. Sei que não vai ser NADA nem NINGUÉM que vai tirar NADA DE MIM.
EU PELO MENOS NÃO QUERO NADA DA VIDA DE NINGUÉM

Acho que peguei pesado, né?
Mais tem que ser assim mesmo.
A BURRA da história que deve COMER CAPIM não sou eu. Isso eu posso garantir *-*

Paz, é só isso que eu quero. PAZ. Só um pouquinho!

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Queria poder parar o mundo.

Queria que o mundo inteiro parasse para me escutar, queria que as pessoas parassem pra ouvir o que eu tenho a dizer. Mais como muita gente diz: ''querer não é poder.'' Então fico aqui sempre esperando que alguém chegue e leia meus textos tão escritos na calada da noite. Que por alguns momentos me fazem felizes e por outros me entristecem.

Amor não se mede. Amor não é gritar aos quatro cantos do mundo. Amor não é preciso estar se telefonando todos os dias pra se dizer. Amor se senti, amor é o que somos, amor é uma palavra divina que só os sábios sabem sentir. Amor, amor, amor... Uma palavra que rima com dor. Mais mesmo assim o amor SEMPRE vai ser amor.

Muito amor e PAZ pra todos vocês. E pra quem pensa que o amor pra mim é uma coisa rasa, eu só digo uma coisa a você. Aprenda a amar, pra depois falar de amor.

EU QUERO É PAZ.

A Minha Gratidão É Uma Pessoa

Depois de pensar um pouco
Ela viu que não havia mais motivo e nem razão
E pode perdoá-lo

É fácil culpar os outros
Mas a vida não precisa de juizes
A questão é sermos razoáveis

E por isso voltou
Porque sempre o amou
Mesmo levando a dor
Daquela mágoa
Mas segurando a sua mão
Sentiu sorrir seu coração
E amou como nunca havia amado

Mas como começar de novo
Se a ferida que sangrou
Acostumou a me sentir prejudicado

É só você lavar o rosto
E deixar que a água suja
Leve longe do seu corpo
O infeliz passado

E por isso voltou
Pra quem sempre amou
Mesmo levando a dor
E aquela mágoa
Mas segurando a sua mão
Sentiu sorrir seu coração
E amou como nunca havia amado

E viveram felizes... para sempre
E eles estavam livre da perfeição que só fazia estragos



A Minha Gratidão É Uma Pessoa
(Nando Reis)

Zaconne Damásio *-*

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Pra sempre eu vou te amar.

Hoje, dois anos que eu sinto a tua falta.
Dois anos que eu vi o teu rosto a última vez... Dois anos que a minha tristeza e a saudade aumenta cada dia mais.
Sabe o quanto é difícil você olhar para o lado e se dar conta de que falta algo em sua vida? Eu me sinto assim, pois é. E sinto isso exatamente a dois anos.
TU-DO foi tão de repente. Foi levado de uma forma tão horrível, de uma forma tão sem explicação.
A dois anos atrás, a gente era tão feliz. Eu queria poder voltar a dois anos atrás e um dia apenas. Eu queria que estivesse aqui com todos nós. E que não fizesse dois anos de sua morte. E sim, dois anos que eu te conheci, dois anos que eu aprendi a sorrir de verdade, dois anos que uma pessoa me deixou dirigir em seu carro, dois anos que uma pessoa me contava TUDO o que se passava na vida dele.
Dois anos que eu sinto a sua falta demais.
Raphael Santana Alves, pra S E M P R E eu vou te amar.

Closer - Perto demais

-Dan : Mas eu te amo!
-Alice : onde esta esse amor ? mostree... eu não vejo, não toco... so ouço.. ouço algumas palavras, mas não posso fazer nada com suas palavras faceis...


Parte do filme: Closer - Perto demais.

Caráter

Essa palavra raramente aparece na Bíblia. Os jornais e televisão não a empregam com muita Freqüência. No entanto conhecemos bem o seu significado. Quando falta o caráter, percebemos de imediato. Caráter, disse um sábio certa vez, é o modo como agimos quando ninguém está olhando. As pessoas de caráter vão além do afeto superficial. Elas se empenham na difícil tarefa de amar. Você até pode ter um caráter maravilhoso, mas não o suficiente para merecer a aprovação de Deus.
Embora o caráter seja algo muito importante, não constitui um meio de obter a salvação. Ninguém pode conquistar a salvação por si mesmo - nem através de coragem, disciplina, visão, persistência e amor.
A unica maneira de desfrutarmos de desfrutarmos de um relacionamento pessoal com Deus é nos achegarmos a Jesus Cristo, com as mãos vazias, dizendo: ''Senhor, quero seguir-te. Recebe-me em tua família, limpa-me, dá-me vestes novas e torna-me como tu és.''
Ele irá moldando-nos até que tenhamos adquirido a sua semelhança.
A maior necessidade de nosso mundo hoje é de pessoas com caráter. Tivessem firmeza de caráter.




Trecho do livro: ''Quem é VOCÊ, quando ninguém esta olhando?''

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

O que é ser feliz?

A vida é uma grande universidade, mas pouco ensina a quem não saber ser um aluno...
Ser feliz não é ter uma vida isenta de perdas e frustrações. É ser alegre, mesmo se vier a chorar. É viver intensamente, mesmo no leito de um hospital. É nunca deixar de sonhar, mesmo se tiver pesadelos. É dialogar consigo mesmo, ainda que a solidão o cerque.
É ser sempre jovem, mesmo se os cabelos embranquecerem. É contar histórias para os filhos, mesmo se o o tempo for escasso. É amar os pais, mesmo se eles não o compreenderem. É agradecer muito, mesmo se as coisas derem errado. É transformar os erros em lições de vida.
Ser feliz é sentir o sabor da água, a brisa no rosto, o cheiro de terra molhada. É extrair das pequenas coisas grandes emoções. É encontrar todos os dias motivos para sorrir, mesmo se não existirem grandes fatos. É rir de suas próprias tolices.
É não desistir de quem se ama, mesmo se houver decepções. É ter amigos para repartir as lágrimas e dividir as alegrias. É ser um amigo do dia e um amante do sono. É agradecer a Deus pelo o espetáculo da vida... Quais dessas características você possui?
Quem conquista uma vida feliz? Será que são as pessoas mais ricas do mundo, os políticos mais poderosos e os intelectuais mais brilhantes?
Não! São os que alcançam qualidade de vida no palco de sua alma. Os que se libertam do cárcere do medo. Os que superam a ansiedade, vencem o mau humor, transcendem os seus traumas. São os que aprendem a velejar nas águas da emoção. Você sabe velejar nessas águas ou vive afundando?
Com Cristo somos mais que vencedores, pois TU-DO posso naquele que me fortalece.

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Sem inspiração.

Ultimamente sem muitas inspirações para escrever. Acho que esta me faltando uma coisa maior. Ainda não achei o que seria isso, mais ainda estou procurando.

Deus sabe o que fazer na minha vida, e ele tem um grande plano em minha vida.
Áh! As pessoas que pensavam tanto que iriam ver a minha tristeza, pobre delas que estão me vendo mais feliz do que nunca.



Eu amo muito vocês meus amigos e obrigada por fazerem parte da minha vida.

sábado, 12 de setembro de 2009

Feliz - Gonzaguinha

Para quem bem viveu o amor duas vidas que abrem não acabam com a luz. São pequenas estrelas que correm no céu. Trajetórias opostas sem jamais deixar de se olhar. É um carinho guardado no cofre de um coração que voou. É um afeto deixado nas veias de um coração que ficou. É a certeza da eterna presença da vida que foi. Da vida que vai. É a saudade (...) que foi, foi, foi. foi bom e pra sempre será!

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

E que tudo mais vá para o inferno(...)

| Sem tempo pra besteiras ta? Ser feliz me consome muito!

Ótima quarta-feira.

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Não temas

Não temas porque eu sou contigo, não te assombres
Sou teu Deus, te fortaleço.
Não temas, te ajudo e te esforço com a destra
Da minha justiça.

Não temas...
eis que envergonhados, confundidos
Serão os que se indignarem contra ti.
Não temas... tornar-se-ão em nada
Os que contenderem contigo, perecerão

Porque eu, o Senhor teu Deus
Te tomo pela tua mão direita
Eu sou, e te digo não temas,
Não temas, não temas
Não temas que eu te ajudo

Não temas... sou eu quem vai contigo, não temas.
Não temas, prossiga em teu caminho, não temas
Não temas... nos lugares altos porei rios
E fontes no meio dos vales
Não temas... pois de deserto eu faço mares e de lugares secos mananciais..


Não temas
(Nani Azevedo)

terça-feira, 1 de setembro de 2009

' quando eu estiver louco subitamente se afaste(...)

' Por que assim diz o Senhor dos exércitos: ' Ele me enviou para buscar a sua glória entre as nações que saquearam vocês, por que todo que tocas em vocês, toca na menina dos olhos dele.'
(Zacarias 2:8)

A sua felicidade pode estar nas alturas, mais enquanto você esta lá em cima eu posso até estar em baixo. Mais a sua queda vem. E quando vim, eu vou estar te olhando. Esse tipo de gente pensa que é o maximo, né?
Mais não a problemas... Por que por mais que essas pessoas tentam me destruir, ou pensam que estão conseguindo, a minha vitória vem. E eu posso afirmar uma coisa, que quando a mão de DEUS pesa, ela pesa MUITO bem. E você pode até estar se bagando com muita coisa, mais realmente quem sente pena disso tudo sou eu.

Existem pessoas, acho que vocês também conheçem pessoas assim. Que não são felizes, que não tem a felicidade em sí e querem destruir a felicidades das pessoas. Nunca fui de desejar o mal a ninguem, NUNCA fui de fazer o mal a ninguem. Realmente eu posso gritar, xingar, brigar e até bater. Mas, a única coisa que eu faço sobre esse caso, é entregar tua vida nas mãos de DEUS. Porque ele vai fazer o que achar o certo com você.

Por um instante eu acreditei nas amizades de algumas pessoas. Eu com minha inocencia(se é que eu tenho), acreditei na ajuda da outra pessoa. Acreditei nas palavras de apoio, nas palavras de força e ainda mais no carinho. Essas pessoas pensam que me fazer de otária, pior ainda que elas se passam por otárias. 'Por que quem toca em vocês, toca na menina dos olhos dele(...) Será que você sabe ao menos quem é esse 'Dele' ? Você pode até sentir pena de mim, mais eu sinto mais ainda. Por que uma pessoa que não sabe amar, que não sabe ser amiga, que não sabe ao menos tentar ajudar as pessoas, que engana, que finge ser uma coisa, que pensa que é o maximo. Posso até pensar que o amor é uma coisa rasa ou ás vezes ter pouco, mais com esse pouco eu sei aproveitar o maximo. Eu sei fazer desse pouco muita coisa, eu sei torna-ló melhor do que você pensa.
Mais eu não quero mais esquentar minha cabeça com pequenas coisas como isso não.
Por que eu ainda vou rir disso tudo que esta passando. E como vou rir.

Deus NUNCA me deixou na mão e sei que ele NUNCA me deixara.






Áh, quando você ler. Pode deixar algum comentário, tá ? Não precisa apenas passar por aqui e pronto não. Vou gostar de ler todos os comentarios.



Há Há Há Há Há!
Mas eu tô rindo à toa
Não que a vida
Esteja assim tão boa
Mas um sorriso ajuda a melhorar
Ah Ah!...